Prêmio Connected Smart Cities

Em 2016, o Prêmio Connected Smart Cities contribuiu com a missão do evento de mesmo nome, que aconteceu no Rio de Janeiro de 8 a 9 de junho, que era promover a discussão, a troca de informações e a difusão de ideias entre governo, empresas e organizações da sociedade civil, focando no atendimento das necessidades do cidadão consciente, contribuindo para que as cidades brasileiras possam se tornar mais inteligentes e conectadas.

O concurso, realizado pela Sator Eventos, conta com o apoio técnico da Neurônio.

Concorreram ao Prêmio soluções para Cidades Inteligentes pessoas jurídicas com sede no Brasil, que apresentassem negócios inovadores que contribuam com a resolução de problemas das cidades, de maneira a torna-las inteligentes. As iniciativas podiam participar em duas categorias: negócios pré-operacionais e negócios em operação.

Conheça os vencedores

CATEGORIA NEGÓCIOS PRÉ-OPERACIONAIS

Nome do Negócio: NEARBEE
Empresa: FELU Serviços Digitais 
Startup social de segurança inteligente, que provê gratuitamente ao cidadão uma aplicação de utilidade pública, onde pessoas próximas podem se ajudar cotidianamente, como por exemplo, avisar que seu cachorro fugiu ou pedir uma escada emprestada aos vizinhos. Em situações de emergência, com um único click, o aplicativo mostra automaticamente a posição exata, áudio e ficha médica do usuário, se tornando disponível para as autoridades em cidades conectadas, garantindo muito mais qualidade no atendimento. Além disso, conectas instantaneamente amigos e parentes pré-definidos como anjos, além de contatar pessoas próximas da vítima, aptas a ajudar como socorristas locais. 
Informações em http://nearbee.com.br/

 

CATEGORIA NEGÓCIOS EM OPERAÇÃO

Nome do Negócio: GD SOLAR S/A
Empresa: CPFL Energia - Jundiaí
A GD Solar S/A resolverá problemas no curto, médio e longo prazo, de segurança orçamentária, de falta de confiabilidade, falta de segurança do suprimento energético, poluição urbana, investimentos em subestações de transformação e em capacidade adicional para transmissão, perdas nas linhas de transmissão e distribuição, morosidade no atendimento ao crescimento da demanda, alta complexidade no licenciamento e na liberação para implantação de projetos, entre outras problemáticas que a geração centralizada possui.
Informações em http://www.cpfl.com.br/unidades-de-negocios/solucoes-para-empresas/cpfl-eficiencia/Paginas/default.aspx

 

Saiba como trabalhamos com esse e outros projetos em nosso Porfolio
Mais informações, regulamento e inscrições em http://www.connectedsmartcities.com.br/